17 julho 2013

Dicas para uma gravidez tranquila

Quando se para com o método anticoncepcional, a fertilidade natural ocorre em 30% a 40% dos ciclos. Porisso é preciso ter paciência.
Uma mulher saudável, com menos de 36 anos, pode tentar engravidar por um ano sem ajuda médica . Acima dos 36 considera-se o período de  seis meses.

Os 12 passos para uma gravidez tranquila:

1) Procure seu médico: Vá ao seu ginecologista fazer uma avaliação de rotina (preventivo, exame de mama, exame ginecológico e exames de imagem, se necessário) sempre. Ao avisar ao médico sobre a intenção de engravidar ele vai pedir um exame de sangue. É importante falar para ele se você tem diabetes, hipertensão, epilepsia, depressão ou alguma doença crônica para que ele adapte as medicações usadas. Algumas medicações são seguras, outras podem trazer riscos ao bebê. Não esconda do médico nenhuma doença, incluindo as DST’s, que você e seu marido já tiveram. Certifique-se que suas vacinas estão em dia, e só recorra a vacinação com conselho médico.
2) Tome ácido fólico: Inicie a suplementação de 2 a 3 meses antes de engravidar e durante a gestação tome uma dose de acido fólico de 5 mg por dia. A vitamina irá diminuir em dois terços a chance de alterações do fechamento do tubo nervoso do bebê.
3) Controle seu peso: O sobrepeso pode levar a um aumento dos casos de diabete gestacional e hipertensão, além do que  no final da gravidez as mulheres mais gordinhas podem ser as maiores candidatas a cesarianas. Ao final de uma gestação, a mulher deverá ter engordado em torno de 9 a 10 kg, que correspondem ao peso do bebê, água, placenta e edema. Tudo que for a mais significa gordura e dificultará na perda depois do parto. Por isso, é importante estar dentro do peso normal antes da gravidez.
4) Não exagere no álcool e fique de olho no prato: Nem excessos  nem falta de nutrientes, ambos  podem  prejudicar o bebê.
- O álcool, sendo uma taça ou outra de vinho não faz mal. Um mito atual é que a grávida não deve comer comida japonesa. A história de que grávida não dever comer alimentos crus é verdade para carne crua ou mal passada, mas não para peixe cru.
-Bebidas alcoólicas em excesso podem levar a baixo peso do bebê ao nascer, e também causar defeitos cardíacos, alterações no crescimento fetal intraútero e interferir até com o desenvolvimento cerebral. Quem come salada na rua deve optar por bons restaurantes, que lavam os vegetais com critério e onde os empregados usam luvas e gorro.
- Não existem alimentos que melhoram a fertilidade, a saúde é que melhora a fertilidade. Um corpo saudável é que é mais fértil.
5) Não use drogas: Drogas ilegais são prejudiciais para a grávida e para o bebê. Eles podem nascer com síndrome de abstinência e ter uma maior dificuldade de relacionamento e de aprendizado. A maconha está ligada a baixo peso do bebê ao nascer. A mulher que quiser engravidar deve abandonar as drogas por completo, antes, durante e depois.
6) Evite a cafeína: Procure ingerir menos café diariamente. Um café expresso ou 3 xícaras de café comum ao dia não trazem problemas.
7) Pare de fumar: Fumar eleva o risco de bebês de baixo peso ao nascimento, parto prematuro, complicações na gravidez, e síndrome de morte súbita do bebê. Atenção porque até fumantes passivos correm os mesmos riscos.
Parar de fumar também pode facilitar a capacidade de engravidar. Existem evidências hoje de que o fumo diminui a fertilidade masculina.
8) Entre em forma: Exercícios regulares ajudam a perder peso, melhoram o humor e reduzem o estresse. Trinta minutos 3 vezes por semana é o ideal. Natação, ioga e caminhada são excelentes exercícios para depois que a mulher estiver grávida. Fazer exercícios nos três primeiros meses de gestação não traz problemas. No caso de cólicas ou sangramentos, o repouso deve ser observado.
9) Privilegie a alimentação saudável: Alimente-se bem, dando preferência a frutas, vegetais, grãos, proteínas. Evite gordura, fritura e açúcar. Não existem relatos comprovados que os adoçantes façam mal, mas procure utilizar o Sucralose, que é um derivado do açúcar. Stevia e frutose também são opções. Se tiver dúvidas, procure uma nutricionista .
10) Evite substâncias tóxicas: A pele, o aparelho digestivo e o respiratório podem absorver substâncias tóxicas do meio ambiente. Evite alimentos artificiais (batatas chips, conservantes etc.), cremes de pele (ácidos), tinturas de cabelo e medicamentos sem indicação médica. Não omita para o médico os produtos que você usa no dia a dia. Tirando os alimentos artificiais, não há nenhuma contraindicação de tipos de comida. Se estiver fazendo algum tratamento estético o médico tem que saber, para orientar qual deverá ser interrompido se a mulher engravidar.
11) Cuide dos dentes: Vá ao dentista para uma limpeza periodontal antes de engravidar. A doença periodontal pode levar ao aborto ou ao parto prematuro. Se o tratamento na gestação for necessário, é proibido usar raios-X. A anestesia sem adrenalina está liberada.

12) Tente cultivar o bem-estar emocional: Quem está tentando engravidar e não está conseguindo pode passar por um momento de grande estresse. Estas prejudicam a vida conjugal. Tente administrar a frutração e ansiedade, se possível faça uma terapia auxiliar.
___________________________________________________________
FABÍOLA PECE comenta: Todas essas dicas parecem coisas bobas, mas se forem seguidas  melhoram e muito sua gravidez, evitando problemas desnecessários.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: