13 agosto 2012

PROBLEMAS AO TENTAR ENGRAVIDAR (Na Mulher)



Causas
A infertilidade pode ser causada por vários fatores, e em 20% dos casais, nenhuma causa é identificada (chamada de “esterilidade sem causa aparente”- ESCA). Em outros 20% dos casos, há mais de um fator envolvido.As causas de esterilidade feminina são responsáveis por 40% dos casos.
A dificuldade pode estar na ovulação, em alterações anatômicas no útero ou trompas.
Distúrbios ovulatórios
 • Síndrome dos ovários policísticos
 • Doenças da tireóide (hipotireoidismo, hipertireoidismo)
 • Hiperprolactinemia
 • Falência ovariana prematura
Problemas uterinos
 • Malformações uterinas
 • Mioma (submucoso ou intramural= dentro ou na parede uterina)
 • Sinéquias uterinas (aderências)
 • Cirurgias no colo do útero
Problemas nas trompas e na cavidade pélvica
 • Endometriose
 • Aderências pélvicas
 • Obstrução tubária por doença inflamatória pélvica
Outras causas de infertilidade feminina
 • Drogas ilícitas (maconha, cocaína)
 • Quimioterapia (dependendo do medicamento)
 • Radioterapia pélvica

Vamos explicar um pouco de cada uma:

Distúrbios ovulatórios:
Os distúrbios da ovulação são causas comuns de infertilidade.
A mulher pode ter ciclos anovulatórios (sem ovulação) todos os meses ou alternar ciclos ovulatórios com ciclos anovulatórios.
A síndrome dos ovários policísticos caracteriza-se pela disfunção ovariana com problemas na ovulação, cistos nos ovários e sinais de aumento dos hormônios androgênicos (por exemplo, acne e aumento dos pêlos). Há alteração no controle dos hormônios do ciclo menstrual, levando a uma maior produção de estrogênio e androgênios pelos ovários.
Essas alterações dificultam a ovulação, e conseqüentemente os folículos ovarianos não rompem e aparecem como cistos à ultrasonografia.
As doenças da tireóide afetam a regulação hormonal do ciclo menstrual, o que impede que a ovulação ocorra normalmente.
Da mesma forma, a hiperprolactinemia (aumento da produção do hormônio prolactina pela glândula hipófise) interfere no eixo hormonal que leva à ovulação.
A menopausa precoce caracteriza-se pelo esgotamento dos óvulos nos ovários antes dos 40 anos de idade. Doenças crônicas debilitantes, perda de grande peso corporal, anorexia nervosa ou obesidade também podem afetar a produção hormonal do sistema nervoso, impedindo a ovulação.

Problemas uterinos:
O útero é o órgão indispensável para que a gravidez ocorra. Problemas na estrutura do órgão podem impedir o encontro do espermatozóide com o óvulo ou a implantação do embrião.Várias malformações uterinas podem causar infertilidade, principalmente quando há deformidade da cavidade uterina ou o tamanho fica insuficiente para o desenvolvimento da gestação.Miomas são tumores benignos do útero que, dependendo da sua localização, podem obstruir a passagem do espermatozóide, alterar a cavidade para a implantação ou prejudicar a circulação sangüínea do órgão.
Sinéquias são aderências entre as paredes internas do útero. Este problema geralmente ocorre após uma curetagem ou, mais raramente, após outras cirurgias uterinas. A superfície interna do útero (endométrio) está reduzida ou ausente, impedindo a implantação do embrião. Às vezes, os espermatozóides também não conseguem alcançar a tuba uterina devido às aderências.
Cirurgias no colo do útero, especialmente aquelas que retiram uma parte (conização, amputação) podem afetar a fertilidade ao diminuir o tamanho do canal cervical (que comunica a vagina com a cavidade uterina) ou ao causar cicatrizes que obstruem esse canal.

Problemas nas Trompas Uterinas e na Cavidade Pélvica:
As tubas uterinas transportam o óvulo do ovário até o útero. A encontro do espermatozóide com o óvulo ocorre dentro da trompa. O óvulo fertilizado segue pela trompa até chegar à cavidade uterina, onde irá se implantar.
A endometriose é uma doença em que as células da camada interna do útero (endométrio) são encontradas em outros órgãos, como nas trompas, ovários e cavidade pélvica. Estas células sofrem as mesmas alterações que ocorrem no endométrio, levando a inflamação e dor durante a menstruação. Com o tempo, há aderências que podem impedir a movimentação da extremidade das trompas que captam o óvulo. A endometriose também pode causar cistos nos ovários denominados “cistos chocolate”.
A mulher pode desenvolver aderências pélvicas (adesões entre os órgãos) como seqüela de uma infecção nas trompas ou nos órgãos próximos, como apendicite. As aderências impedem a captação do óvulo e, portanto a fertilização.As trompas podem ficar obstruídas devido a seqüela de doença inflamatória pélvica, uma infecção dos órgãos genitais internos que acomete a cavidade uterina, as trompas, os ovários e eventualmente toda a cavidade pélvica. As trompas podem desenvolver abscessos (ficar cheias de pus) e desenvolver inflamação ter obstrução e ficar cheias de líquido .

Outras Causas de Infertilidade Feminina:
O uso de drogas ilícitas como maconha e cocaína pode diminuir a fertilidade por meio da disfunção da ovulação. Drogas que destroem células, como alguns tipos de quimioterapia, podem lesar definitivamente os ovários, impedindo a ovulação. O mesmo pode ocorrer após aplicação de radioterapia na região pélvica.
______________________________________________________
FABÍOLA PECE comenta: Nosso organismo é uma máquina muito complexa, e como vocês puderam perceber acima, são muitas as causas femininas que podem afetar em uma gravidez. Porisso, não perca tempo acreditando em pessoas leigas, procure logo  seu médico de confiança para começar sua fase investigatória, só ele poderá ajudá-la com base no que está fazendo.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: