20 setembro 2013

Mitos sobre a pílula anticoncepcional.

É muito comum as mulheres acharem que se tomarem pílula anticoncepcional por muito tempo, depois de pararem têm como consequência uma dificuldade maior para engravidar. Isso é puro mito, inclusive pode acontecer até no primeiro mês subsequente à pausa do anticoncepcional.

Na verdade o que ocorre é exatamente o contrário, a pílula ajuda a mulher em muitos sentidos, tratando doenças que poderiam dificultar a mulher de engravidar, como, por exemplo, a endometriose, a miomatose uterina, a adenomiose (crescimento do útero), a síndrome do ovário policístico, entre outras, além de protegerem contra o câncer de endométrio e de ovário. Muitas vezes é utilizada como tratamento para estas patologias.
Outra dúvida levantada por muitas mulheres é quanto ao período máximo que a mulher deve tomar a pílula. O anticoncepcional apropriado para cada mulher pode ser usado por longos anos desde que a mulher vá anualmente ao seu ginecologista e realize os exames de rotina, Em relação ao uso de outros tipos de anticoncepcionais, como injeção e adesivo, existem algumas diferenças, pois eles podem demorar mais para saírem completamente do organismo. Alguns injetáveis podem levar até oito meses.
A única recomendação que eu saiba é que , ao parar a pílula, no mês seguinte deve ser evitada a gestação por qualquer outro método que não seja natural. Outro detalhe importante é que cerca de três meses antes de a mulher parar de usar o anticoncepcional, sejam feitos alguns exames específicos (avaliação da história da mulher, vacinação e uso de algumas vitaminas) que são importantes para uma futura gravidez.
____________________________________________________________

FABÍOLA PECE comenta: Muitos destes mitos vem de épocas mais antigas, pois os costumes e o estilo de vida eram outros.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: