23 setembro 2013

Mitos e Verdades sobre a Fertilidade

1 - A cada cinco ou seis casais, um terá dificuldade para engravidar.
Verdade. Os dados foram retirados da European Society of Human Reproduction and Embriology e da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.

2 – Quem  faz tratamento para engravidar, tem gêmeos .
Mito. Isto não é regra. Estatísticas apontam que isso pode ocorrer em apenas 20% das mulheres.
3 - Mesmo tendo útero invertido, é possível engravidar.
Verdade.  Nascer com o útero nessa posição não representa anormalidade, é uma condição natural.
Porém  pode ser necessário a orientação de um especialista. Normalmente é orientado ao casal posições específicas no ato sexual para que se evite a perda do sêmen ,facilitando a concepção.
4 - O uso de pílula anticoncepcional por tempo prolongado pode levar à infertilidade.
Mito. Ao parar de tomar a pílula anticoncepcional a mulher poderá engravidar normalmente. A não ser que a mulher já tenha algum problema preexistente e o medicamento estava apenas mascarando o problema, por aliviar os sintomas.
5 - Se eu conseguir ter relações sexuais no dia certinho da ovulação, vou engravidar.
Mito. A probabilidade de uma mulher engravidar é de 20% durante todo o mês, inclusive na ovulação. Mas, as vezes, com uma única relação no mês pode ocorrer a concepção. Isso porque a ovulação ocorre no meio do ciclo menstrual (14 dias a partir do primeiro dia damenstruação) e a mulher permanece fértil, em média, por apenas 48 horas.
6 - É possível engravidar com apenas um ovário e uma trompa.
Verdade. Quem se submeteu a uma cirurgia para retirada de um ovário ou trompa, mas ainda tiver um ovário, o útero e uma trompa saudáveis poderá engravidar.
7 - Quem pega pesado na malhação pode ter mais dificuldade de engravidar.
Verdade. Quem pratica exercícios extenuantes, podem sofrer de amenorréia (ausência total de menstruação). O estresse físico e emocional, além de uma alimentação com pouca gordura provoca a queda nos níveis de estrogênio e, consequentemente, a amenorréia.
8 - Mulheres com ovário policístico não podem engravidar.
Mito. Mulheres que possuem ovário policístico podem não ovular todos os meses ou ter dificuldade para ovular, dificultando a gravidez. No entanto, há medicamentos que contornam facilmente esse problema.
9 - Quanto mais idade, mais difícil engravidar.
Verdade. A partir dos 35 anos, tanto a quantidade como a qualidade dos óvulos produzidos pelo organismo vão diminuindo gradativamente. Então, é comum que mulheres acima dos 35 levem até 1 ano para engravidar. Aumentam também a probabilidade de síndromes genéticas como a Síndrome de Down.
10 - Alimentos popularmente conhecidos como afrodisíacos aumentam a fertilidade.
Mito. A libido não tem relação direta com a capacidade de gerar um bebê.
11 - Quem sofre um aborto terá chances reduzidas de engravidar no futuro.
Mito. Se a interrupção da gravidez for realizada em ambientes higiênicos e seguros, é provável que ela não acarrete consequências mais importantes. Abortos espontâneos, com até nove semanas de gestação não costumam apresentar risco à mulher, já que a anatomia do útero permanece inalterada. Porém  é bom consultar seu médico para investigar a causa.
12 - O uso de pílula do dia seguinte pode interferir na fertilidade.
Mito. A pílula do dia seguinte não influencia tentativas futuras de engravidar, pois não causa danos aos órgãos reprodutores.
13 - Mesmo recorrendo a todos os tratamentos disponíveis no mercado, e seguindo-os à risca, há a possibilidade de que eu não consiga engravidar.
Verdade. Em 5% dos casos as causas da infertilidade são indefinidas (ESCA = Esterilidade sem causa aparente). Em casos como a menopausa, ausência de útero, azoospermia (ausência de espermatozóide), a mulher não engravidará. Nesses casos ainda há a opção de se recorrer a bancos de óvulo ou sêmen.
É importante salientar que a infertilidade pode ser do homem e não da mulher - ou de ambos - em todos os casos, a busca de um especialista para realizar o sonho da maternidade (e paternidade) o quanto antes é de extrema importância.

_______________________________________________________________
FABÍOLA PECE comenta: Existem ainda hoje muitas crenças antigas que ainda são passadas pelos pais, que por falta de informação em tempos anteriores, acreditavam ser verdade. A qualquer duvida sempre pergunte ao seu médico.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: