25 junho 2013

Fatores psicológicos interferem muito na concepção.

"Ansiedade, baixa auto estima e pressão social são problemas que afetam diretamente uma gravidez". 
Componentes de culpa e de baixa autoestima, além das pressões sociais atrapalham a mulher que deseja  uma gravidez.
Geralmente, a paciente não consegue administrar muito bem a pressão de familiares e amigos diante das cobranças de quando nascerá o bebê. Isto quando a ansiedade do próprio parceiro não acaba aumentando ainda mais a tensão da mulher.
Algumas mulheres desejam tanto engravidar, ou pelo contrário, temem a gravidez por um medo inconsciente e acabam apresentando quadro clínico de pseudociese ou pseudogestação. O que seria isso : uma falsa crença de estar grávida, associada com sinais objetivos de gravidez. Deve-se a fatores biológicos e emocionais, provavelmente envolvendo o hipotálamo e a região límbica. Por isso, a pseudociese pode alterar os níveis de alguns hormônios dosados no sangue ou na urina Nestes casos  chega a ocorrer: aumento do volume do abdomen (barriga), náuseas, vômitos, sensação subjetiva de que o bebê está se mexendo e até aumento de mamas com secreção de leite. A amenorréia (ausência de menstruação) é um sinal característico. O psicológico age 100%. A pseudociese se dá por um profundo conflito interno entre o desejo exacerbado de engravidar e algum impedimento de consegui-lo ou o intenso medo da gravidez. Nessas mulheres, muitas vezes, um atraso menstrual de outra natureza serve como desencadeante da ideia de estarem grávidas.
A preparação para engravidar, tanto física como psicológica, também é responsável por desencadear ossintomas da pseudociese. Às vezes, a gravidez fica tão aparente que se torna difícil convencer as pessoas em torno da sua irrealidade. A própria pessoa que se julga grávida, por vezes, mantém sua convicção mesmo diante de sinais contraditórios, como o fato de estar menstruando.
Como é feito o diagnóstico da pseudociese?
Geralmente são os dados negativos que ajudam a diagnosticar a pseudociese:
  • Ausência de atividade sexual compatível com gravidez.
  • Exames laboratoriais negativos para gravidez (embora alguns possam ser positivos).
  • Exames de imagens negativos, por exemplo, ultrassonografia.
  • Exame ginecológico negativo.
Como é o tratamento?

Geralmente é  psicoterápico. A administração de medicamentos fica reservada aos casos com patologia psiquiátrica associada. Normalmente a paciente tem boa evolução e se cura sem maiores complicações.
_________________________________________________________________
FABÍOLA PECE comenta: Não há dúvidas que o nosso psicológico possa atrapalhar. O poder da mente é absurdo e facilmente entendido em mulheres que estão numa busca cansativa de conseguir uma gravidez. Muitas vezes, por essa vontade ser imensa , deixa-se a fantasia tomar conta  e psicológico atua de uma forma imperativa.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: