27 fevereiro 2013

Problemas com as Trompas


Hidrossalpinge é a dilatação da trompa causada principalmente por algum processo infeccioso no passado. Frequentemente acontecem após um episódio de doença inflamatória pélvica (bactérias ascendem da vagina em direção ao útero e trompas, gerando um processo infeccioso).
O diagnóstico de hidrossalpinge é feito com mais precisão através da ultrassonografia transvaginal, que mostra a dilatação das trompas  pelo líquido em seu interior , ou através da laparoscopia.
Isto, além de dificultar que a mulher engravide espontaneamente, também reduzem as taxas de gestação quando a mesma é submetida à fertilização in vitro. O mecanismo exato através do qual a hidrossalpinge interfere com as taxas de gestação ainda não é bem conhecido, mas acredita-se que três fatores estejam envolvidos. Primeiro, o líquido, em contato com a cavidade uterina deslocaria o embrião, dificultando sua implantação. Segundo, este líquido liberaria várias substâncias tóxicas ao embrião, dificultando o seu desenvolvimento e , por último, interferindo com a receptividade endometrial.
Desta forma, a conduta mais recomendada hoje é a de que mulheres que apresentam hidrossalpinge com mais de 3cm, ou visíveis ao ultrassom, considerem a possibilidade de remover cirurgicamente esta tuba dilatada antes de se submeterem a procedimentos de fertilização in vitro, a fim de aumentar as taxas de implantação e gestação.
Pode ser um quadro totalmente assintomático. 

Salpingite aguda – O início é logo após as menstruações, com dor abdominal intensa no baixo ventre . 
Salpingite crônica - Pode se seguir a uma crise aguda com subseqüente formação de cicatrizes, aderências tubárias e pélvicas, dor crônica, irregularidades menstruais e possível infertilidade. Uma trompa obstruída pode se distender com líquido (hidrossalpinge). 

Diagnóstico

No exame pélvico a mulher sentirá uma dor intensa. 

Tratamento

A salpingite aguda necessita de tratamento imediato através de terapia medicamentosa  para interromper a infecção e impedir a infertilidade. 
O tratamento adequado de mulheres com salpingite aguda precisa incluir exame e tratamento dos contatos sexuais, muitos dos quais podem se revelar portadores de uretrite assintomática.
________________________________________

FABÍOLA PECE comenta: Se a mulher não estiver atenta, muitas vezes a infecções que  a princípio são leves, elas podem se tornar muito mais complicadas de se tratar, porisso quanto antes o tratamento, menos problemas ocasionará para a fertilidade.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: