Pesquise o assunto

01 novembro 2012

Infertilidade Masculina

O tratamento 
clínico 
da inferti-
lidade mascu-
lina é seguido 
em 
poucas situações.

Vejam algumas:






Hipogonadismo hipogonadotrófico: Atinge menos 
de 1% dos homens inférteis, podendo ser congênito 
ou adquirido.
Congênitas : Síndropia, adenoma de hipófise, e 
infarto hipofisáriome de Prader-Willi), Síndrome
 de Laurence-Moon-Bardet-Biedl ou Síndrome de Kallmann
Adquiridas: radiotera
O tratamento consiste na reposição dos 
hormônios deficientes.
  
Hiperprolactinemia: Ocasiona elevados níveis 
 de prolactina,  prejudicando a função reprodutiva ,
fazendo com que haja uma menor produção de 
testosterona. As causas podem ser: tumores de 
pófise, hipotireoidismo, doenças hepáticas e 
 medicamentos. O tratamento é realizado com 
medicações que inibem a secreção da prolactina.

devido à deficiência de uma enzima, 
resultando na diminuição da secreção de cortisol 
e um aumento na produção de ACTH. 
O tratamento é realizado com corticosteróides.

Uso de esteróides anabolizantes: Os 
esteróides anabolizantes agem como 
contraceptivos masculinos e vem sendo 
cada vez mais usados e abusados pelos 
atletas. O tratamento é realizado 
usando reposição hormonal com hCG.

Hipotireoidismo: A reposição com tiroxina 
é o suficiente para restaurar a fertilidade. 
Apenas 0.6% dos homens com infertilidade 
masculina apresentem hipotireoidismo, 
porisso não é comum realizar exames da 
tireóide a menos que existam sintomas 
que chamem a atenção

Piospermia: É o aumento da concentração 
de leucócitos no sêmen, o que indica infecção 
ou inflamação do trato reprodutivo masculino.
Cerca de 10% a 20% dos homens 
com infertilidade masculina apresentam 
leucocitospermia.. O tratamento é realizado 
com antibióticos e antiinflamatórios.

Anticorpos antiespermatozóides: Os 
efeitos dos anticorpos antiespermatozóides 
na função espermática são relacionados 
com a menor capacidade de penetração na 
zona pelúcida do óvulo e diminuição 
da motilidade espermática. O tratamento é 
geralmente base de corticosteroides.

Ejaculação retrógrada: É a ejaculação 
que ocorre para dentro da bexiga, e não 
pela uretra. Pode ser causado por: 
 diabetes mellitus, cirurgias retroperitoneais, 
cirurgias no colo vesical, ressecção 
transuretral da próstata ou lesão medular. 
Algumas medicações também resultam 
em ejaculação retrógrada, as mais 
comuns são os antipsicóticos e alguns 
antihipertensivos. O diagnóstico é realizado 
com a pesquisa de espermatozóides na 
urina após uma ejaculação. O tratamento é 
medicamentoso, e se não houver 
sucesso, pode-se recuperar os espermatozóides 
da bexiga para posterior uso em terapias 
de reprodução assistida.

Espécies reativas do oxigênio: São 
normalmente produzidos pelos 
spermatozóides e são mediadores 
importantes da função espermática, 
da capacitação e da reação acrossômica. 
No entanto, quando produzidos em 
excesso, atacam a membrana espermática 
e impedem a penetração dos 
espermatozóides na zona pelúcida dos óvulos.

Estilio de vida:  Pacientes que vivem 
uma vida saudável, têm a possibilidade 
de ter alguma melhora na sua função 
reprodutiva, devido aos seus hábitos. 
O contrário, também é verdadeiro. 
or isso, seguir estas recomendações 
não faz nenhum mal e pode somente 
 ajudar.

1.    Dicas:
2.     
3.    Evitar calor intenso (saunas, 
banheiras, etc.)
4.    Limitar a ingestão de café em 1 
ou 2 xícaras ao dia
5.    Não fumar
6.    Não usar maconha, cocaína ou 
outras drogas
7.    Exercitar-se regular e moderadamente
8.    Beber moderadamente
9.    Dieta rica em frutas, folhas e peixe.
Evitar excesso de proteína animal
Reduzir o estresse diário

Vitaminas: Algumas vitaminas podem 
ajudar na fertilidade porque funcionam 
como antioxidantes. Por isso, é recomendado 
o uso diário de Vitamina C, Vitamina E, Selênio, 
Zinco, Ácido Fólico .

________________________________________
FABÍOLA PECE comenta: Pois é, embora muito 
menos divulgado,  os homens também apre-
sentam muitos fatores  que causam infertilidade
masculina.Siga as dicas de bons hábitos, pois
pelo menos mal não fazem.

Nenhum comentário:

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: