11 outubro 2012

Investigação Básica


Existe bastante cuidado tomado pelos médicos em relação a  investigação básica para infertilidade para se evitar exames desnecessários. Quais seriam, no momento, os procedimentos para investigar os casais inférteis ?
Tradicionalmente, os testes básicos realizados na investigação da infertilidade são: analise seminal, detecção da ovulação; avaliação anatomia uterina e permeabilidade tubárea; teste pós coito e laparoscopia. Embora exista um caminho diagnóstico a ser seguido, prevalece uma diferença de opiniões entre os profissionais no que diz respeito aos testes diagnósticos que devem ser realizados, às suas utilidades prognosticas bem como os critérios de normalidade. Parece que as investigações diagnósticas são realizadas com base nas tradições e preferências pessoais. Enquanto a análise seminal parece ser universalmente aceita, outros testes tradicionais são questionados levando-se em conta as novas técnicas de Reprodução Assistida.
TESTE POS-COITO (TPC):
Este teste é o que proporciona a menor utilidade na investigação da infertilidade. Entretanto, ele ainda é usado na grande maioria das instituições.  A divergência de opiniões a respeito deste teste é enorme deixando a dúvida se é melhor o casal fazer ou não o teste.Por que ...Muitas vezes o valor prognóstico do TPC não é muito confiável. Apesar das dificuldades com a interpretação e padronização do teste, um TPC realizado no momento correto permite uma observação da interação muco-espermatozóide, evidenciando a habilidade em haver a fecundação do espermatozóide. Alguns profissionais preferem iniciar tratamento com Fertilização in vitro ( FIV ) para diagnosticar a habilidade da fertilização do espermatozóide antes de considerar qualquer outro tratamento.
LAPAROSCOPIA
Tradicionalmente , a laparoscopia tem sido o último procedimento diagnóstico usado em uma investigação. Com a opção da Reprodução Assistida, ficou mais difícil convencer a mulher a se submeter a um procedimento tão invasivo. Um numero de pacientes inférteis aparentemente normais, apresentam patologias pélvica, como por exemplo: endometriose ou aderências em órgãos anexos. A retirada das aderências traz ótimos resultados.
Tratamento medicamentoso da endometriose não aumenta as taxas de gravidez e destruição de focos de endometriose mínima ou media, tem apenas efeitos brandos .Por outro lado ,tratamento prolongado com Gnrh análogo (hormônio  indicado nestes casos) antes da estimulação ovariana para FIV proporciona melhores chances de sucesso em pacientes com endometriose

BIOPSIA ENDOMETRIAL
Por saber que a receptividade endometrial durante a implantação embrionária é crucial para o sucesso da concepção, novos exames não invasivos capazes de identificar a receptividade uterina são necessários para aumentara eficiência e as taxas de sucesso das técnicas de Reprodução Assistida.
HISTEROSALPINGOGRAFIA ( HSG )
A HSG é muito usada como primeiro exame para observação de toda a anatomia do útero e permeabilidade das trompas, ou seja, verificar se existe alguma obstrução uni ou bilateral das trompas em mulheres inférteis.
________________________________________

FABÍOLA PECE comenta: Existe uma enorme variedade de formas de trabalho entre os especialistas nesta área. Existem os exames diagnósticos básicos para cada tipo de casal, tornando mais prático e rápido o trabalho e diminuindo os gastos dos pacientes.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: