07 agosto 2012

O novo teste da fertilidade- HAM


      O novo teste da fertilidade- HAM (dosagem de Hormônio Anti-  Mulleriano)
             Já está disponível no país um exame de sangue que avalia com precisão as chances de uma mulher ser mãe nos próximos anos.



Nos tempos atuais, a  maternidade é adiada até o limite, muitas coisas são priorizadas antes de uma gravidez  e então, quando  finalmente pensam nisso, começam a questionar:  Será que ainda vou conseguir engravidar ? Esta pergunta atormenta muitas mulheres. A resposta agora pode vir com um exame simples, que mede a quantidade de um hormônio, o anti-mulleriano (HAM). 
Na mulher, ele se encontra nos folículos ovarianos, mas apenas recentemente concluiu-se que sua quantidade serve para avaliar a taxa de fecundidade. O teste já chegou ao Brasil. E pode reduzir a carga de ansiedade da mulher que tem outros projetos antes de engravidar
O que é ?
Um exame de sangue simples dosa a quantidade do  (HAM) no corpo da mulher. Deve ser feito entre o segundo e o quinto dia do ciclo menstrual. O HAM é produzido pelas células que cobrem o folículo e é capaz de relatar o estoque de células germinativas, além da qualidade de óvulos estocados ainda na mulher. Por isso, é considerado um marcador da fertilidade feminina. É o primeiro exame que mostra isso com clareza.
Onde se pode encontrar ? 
Em laboratórios particulares nas principais capitais. Ainda não há no sistema público de saúde (SUS), mas acredito que seja uma questão de tempo, porque   é um teste simples. 
O teste prevê quanto tempo de vida fértil a mulher terá? 
Hoje, o que o exame proporciona com certeza é se a mulher tem um bom estoque de óvulos e,  qual a qualidade deles.. Se ela tem 30, 31 anos, isso dá uma garantia de que ela tem boas chances de engravidar nos próximos dois, três anos - considerando que não tenha nenhum outro problema relacionado à fertilidade, como algo nas trompas ou no útero. Agora, se ela tem mais de 35 anos, não existem essas garantias, porque a partir dos 37 anos a quantidade de óvulos se reduz drasticamente.
Que conselho pode se dar para uma mulher que tem 30 anos e quer engravidar em dois, três anos? 
Se o exame mostrar que ela tem uma boa quantidade de óvulos, eu diria que tudo bem esperar dois ou três anos para tentar ter um filho. Quantificar os óvulos e o número de anos que a mulher pode esperar para engravidar com precisão ainda não é possível. Mas , com certeza, em breve .
Atualmente, as mulheres têm mais problemas de fertilidade? 
Sim, porque hoje elas privilegiam a carreira, o estudo e adiam a maternidade o máximo possível. Muitas deixam para ter filhos depois dos 35, quando a probabilidade de engravidar cai muito. Além disso, as mulheres mudaram o comportamento em relação ao sexo e ao casamento. Há duas décadas era comum que elas perdessem a virgindade no casamento, que acontecia bem mais cedo, por volta dos 19, 20 anos. Hoje, elas têm múltiplos relacionamentos antes do casamento e nem todas se protegem com preservativo. Isso aumenta o risco de infecções e de doenças sexualmente transmissíveis. O segundo problema mais comum entre elas é a Chlamidia - o primeiro é o HPV, mas que não tem relação com a fertilidade. É uma questão séria, pois 80% das contaminadas não têm sintomas e, dessas, 50% apresentam lesões infecciosas nas trompas causadas pela Chlamidia. E isso, sim, reduz a fertilidade .

___________________________________________________________________
FABÍOLA PECE comenta: Tudo sempre piora com este adiamento, tudo se torna mais caro, pois , em muitos dos casos a mulher acaba tendo de recorrer a tecnicas de reprodução humana pelo fato de estar em uma idade avançada, com pouco tempo para engravidar , além de que pode ter adquirido problema que impedem uma gravidez natural.



Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: