14 novembro 2011

ICSI (Ténica de Reprodução Assistida)

O que é ICSI e qual sua eficácia?
A Injeção Intracitoplasmática dos Espermatozóides ou ICSI, de acordo com suas abreviaturas em inglês, é um tratamento proposto para os homens com os seguintes diagnósticos:
• contagem de espermatozóides muito baixa,
• ausência de espermatozóides no ejaculado,
• espermatozóides imóveis ou móveis sem progressão,
• porcentagem baixa de espermatozóides com morfologia normal.
No entanto, na atualidade, alguns centros aplicam o ICSI para todos os casos. O ICSI é uma Técnica da Reprodução Assistida que se diferencia da Fertilização In Vitro (FIV) na maneira de efetuar a inseminação. Enquanto em FIV colocam-se os óvulos e os espermatozóides em um meio de cultura para que ocorra a fertilização; em ICSI capta-se cada óvulo maduro e um espermatozóide é cuidadosamente injetado no seu citoplasma para que assim se realize a fertilização. Microscópio e instrumentos que têm movimentos milimétricos são utilizados para a realização deste procedimento.
Os outros passos do procedimento ICSI são idênticos aos realizados para o FIV, e que já descrevemos anteriormente em detalhes.
A taxa de gravidez em reprodução assistida depende de diversos fatores, sendo que entre eles a idade da mulher é o mais importante. Atualmente relatamos taxas de gravidez clínica em torno de 50% por tentativa, em mulheres abaixo de 35 anos.
Estes tratamentos aumentam a probabilidade de aborto ou de crianças nascidas com problemas?
Não. A porcentagem de crianças com mal-formações na população geral é de 2 a 5%. Entre 1996 e 1998, a rede latinoamericana de reprodução assistida publicou uma taxa de 1.1% para todas as técnicas realizadas.

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: