03 setembro 2012

Novidades na ciência.....Fresquinhas


Queridos amigos, em meio aos meus estudos e pesquisas, achei algumas novidades em termos de pesquisa e achei interessante estar colocando vocês a par. Leiam abaixo:

Pesquisadores conseguem produzir esperma em laboratório
Pesquisadores conseguiram produzir esperma em laboratório, abrindo o caminho para a produção artificial de esperma humano, novidade que pode revolucionar os tratamentos de fertilidade. As células foram colocadas em uma substância gelatinosa, similar à encontrada nos testículos, já usada em outras pesquisas envolvendo reprodução celular.
O estudo deve ajudar em novas estratégias terapêuticas para homens inférteis que não conseguem produzir esperma ou ainda pré-adolescentes com câncer, que correm o risco de ficarem inférteis por causa do agressivo tratamento com quimio e radioterapia.O experimento conseguiu reproduzir com sucesso a acrossoma (a parte dianteira do espermatozoide) e teve sucesso com a morfologia dos seus espermatozóides.

Descoberta a substância que promete ser a chave para produção de pílula anticoncepcional para homens.
Descoberta de gene pode levar a contraceptivo masculino. Pesquisadores descobriram uma substância que tem grandes chances de produzir a primeira pílula anticoncepcional para homens. Estudada inicialmente como uma droga de combate ao câncer, a JQ1 mostrou ser eficaz também na diminuição da produção e da qualidade dos espermatozoides de ratos sem prejudicar sua esterilidade. Porém, a fertilidade das cobaias só foi afetada no período em que elas recebiam a substância. Com a interrupção, a contagem voltou ao normal em um mês.
Cientistas usam células da pele para criar espermatozoide em laboratório
Cientistas criaram células precursoras dos espermatozoides a partir de células da pele. O resultado é uma esperança para a infertilidade masculina.
Os pesquisadores conseguiram fazer com que células-tronco embrionárias e células-tronco pluripotentes induzidas se tornassem precursoras de espermatozoides.
As células da pele e as células-tronco embrionárias foram desenvolvidas, com sucesso, até um ponto em que seriam capazes de se diferenciar como células do espermatozoide. Testes futuros mostraram, que a divisão celular e desenvolvimento dos espermatozoides criados no laboratório eram similares ao natural.
FABÍOLA PECE  comenta: Estamos avançando a cada dia, a medicina em geral está caminhando bem rápido e com isso os tratamentos da infertilidade se beneficiam muito. O problema é que sempre se torna uma opção cara, pois tudo que provém de tecnologias avançadas tem um custo. Mas, ainda bem que os cientistas não param, não é mesmo ......

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: