Pesquise o assunto

30 agosto 2012

Relação da atividade física com a fertilidade


Um estudo recente demonstrou que atividade física de intensidade moderada pode ajudar as mulheres com peso normal a engravidar mais rapidamente. Porém, a atividade física excessiva pode até retardar a gravidez, exceto para mulheres obesas ou com sobrepeso.

Na realidade, níveis moderados de atividade física implicaram em redução no tempo para gravidez para todas as mulheres, independentemente de seu IMC – índice de massa corporal (relação peso/altura²).
A atividade física orientada sempre fez parte das recomendações saudáveis em todas as especialidades, inclusive medicina  reprodutiva. É certo que a prática regular de exercícios contribui para o equilíbrio metabólico e hormonal em homens e mulheres. Desta forma, nas mulheres, a manutenção de um peso adequado para a altura implica em manter o IMC mais ou menos  entre 20 e e 25, levando a melhora na disponibilidade dos hormônios relacionados ao ciclo menstrual e ovulação. Sendo assim,terão maior propensão a ovular regularmente.
Além disso, o fato de estar desenvolvendo uma atividade física regular, e consequentemente com sua auto-estima elevada motiva as mulheres a também se cuidarem através de uma nutrição mais qualificada, aumentando os benefícios da atividade física.
As mulheres que inclusive estão tentando engravidar devem manter atividade física regular; muitas vezes  têm medo de fazerem atividade física e já estando grávidas. Não há nenhuma evidência científica que aponte alguma restrição aos exercícios moderados para todas as mulheres.
Agora, a atividade física vigorosa, de forte intensidade, geralmente praticada por atletas profissionais, pode causar subfertilidade por causas já conhecidas, geralmente por bloqueio do eixo hipofisário-ovariano. Ou seja, estas mulheres podem deixar de ovular e com isso terem dificuldades de engravidar.
Atividades como: corrida, ciclismo rápido, ginástica aeróbica, musculação, e natação são caracterizadas como vigorosas.  Caminhada, ciclismo de lazer, golfe e jardinagem foram consideradas moderadas.
Em algumas pesquisas feitas, a atividade física moderada esteve associada com menor tempo para obtenção de gravidez em todas as faixas de IMC.  Este ponto é fundamental, e destaca a importância dos exercícios nas mulheres em idade reprodutiva.  
_______________________________________________________________ 
FABÍOLA PECE comenta: Como em tudo na vida tudo que é exagerado não dá certo; a atividade física leve a moderada é sempre benéfica para mulheres em idade reprodutiva, inclusive e principalmente para as que estão querendo engravidar, lembrando também que esta atividade física deve sempre ser orientada por um profissional preparado – um educador físico – após avaliação médica prévia.

Nenhum comentário:

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: