01 junho 2012

Fatores que interferem na fertilidade


Alguns dos fatores que mais afetam a fertilidade das pessoas são difíceis de controlar,
justamente por serem hábitos de nosso cotidiano. Mas o que muitas pessoas não sabem é
que o uso de drogas afeta, de forma direta, a fertilidade masculina e feminina. Cada
substância  tem seus efeitos e prejuízos em particular.
E isso vale não apenas
para as drogas consideradas “pesadas”, como a cocaína, a heroína e o ecstasy, mas
também para a maconha, o tabaco, o álcool, os anabolizantes e até mesmo o uso de
medicamentos prescritos, como anti-depressivos, anti-inflamatórios e remédios para
pressão alta. Até mesmo medicamentos para depressão e pressão alta oferecem riscos
aos pacientes, indo além da perda de libido. Eles podem reduzir a quantidade de
espermatozoides, gerar problemas de ereção e desregular a menstruação.
O uso regular de álcool, consumido cada vez mais precocemente, pode gerar alterações
hormonais, afetando a produção e a qualidade dos espermatozoides e da ovulação.
Nas mulheres especificamente, o álcool pode causar também falta de ovulação e suspensão
dos ciclos menstruais.
O cigarro também afeta a quantidade e a qualidade dos espermatozoides, reduzindo a
capacidade reprodutiva do homem. Já no caso de fumantes do sexo feminino, é comprovado
que elas costumam ter mais problemas de abortos espontâneos, além de alteração da
condução do embrião pelas tubas uterinas até o útero.
                       
Como as drogas causam a infertilidade:

* Álcool – Compromete o sistema reprodutor de homens e mulheres. O uso regular de álcool
causa desequilíbrio hormonal, o que compromete a fertilidade de homens e mulheres.
Em mulheres, pode causar também defeitos na produção de progesterona, falta de ovulação
e suspensão dos ciclos menstruais. Nos homens, redução importante na quantidade e na
qualidade de espermatozoides.
* Tabaco – O cigarro oferece diversos riscos durante a gestação. O tabaco reduz as chances
de um casal ter filhos, comprometendo a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.
Mulheres fumantes também costumam apresentar mais problemas de abortos espontâneos
e problemas tubários.
* Maconha – A maconha afeta o sistema reprodutor de seus usuários, resultando em baixa
na quantidade de espermatozoides e redução do volume de sêmen. Os espermatozoides ao
serem depositados na vagina tendem a perder força antes mesmo de se aproximarem do
óvulo, resultando na incapacidade de fecundação.
* Cocaína, heroína, crack e ecstasy – São drogas que podem levar à infertilidade permanente,
se usadas por tempo prolongado. Nos homens, costumam reduzir a libido, aumentar o número
de espermatozoides defeituosos e levar à baixa contagem de espermatozoides. Nas mulheres,
as drogas podem resultar em disfunção ovulatória, irregularidades menstruais e diminuir a
reserva ovariana, comprometendo seriamente a capacidade de engravidar.
* Anabolizantes – Outra droga que pode afetar a fertilidade permanentemente. Além da
disfunção erétil e da atrofia dos testículos, o uso de anabolizantes pode diminuir a produção
de espermatozoides e aumentar a quantidade de espermatozoides defeituosos. Nas mulheres,
além de ganhar traços masculinos, os esteroides podem interferir na ovulação e interromper a
menstruação.
* Medicamentos - Existem vários medicamentos que podem influenciar negativamente a fertilidade.
Entre eles estão a finasterida e duasterida (antiandrogênios) usados para a calvície; espirolactona,
um diurético de fraca potência; bloqueadores de cálcio, para a hipertensão arterial; a colchicina;
alopurinol, para o tratamento da gota; cimetidina e ranitidina, para o tratamento de gastrite e
úlceras; Cetoconazol, para o tratamento de micoses; antibióticos a base de nitrofurantoina,
eritromicina, sulfadiazina; entre outros.

Além destes outros fatores ambientais e psicológicos também afetam.....Leia mais amanhã.
Não perca !!!!!!!!!!!!!!!
                                 

Nenhum comentário:

Pesquise o assunto

Postagens Anteriores

Receba as postagens no seu e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Qual assunto você gostaria de ler ?

Nome:
E-mail:
Assunto:
Mensagem: